anoarsamad@gmail.com   3633-8671 / 3633-6231

Tomar leite provoca pedra nos rins ?

Este assunto que relaciona algum tipo de dieta com cálculos renais sempre foi debatido e mudanças importantes, tanto no diagnóstico da necessidade de dieta quanto ‘a sua aplicação, ocorreram na última década.

Primeiro é importante diferenciar o “formador” esporádico  daquele “formador” frequente de cálculos renais.

Imagine uma pessoa que, andando por Manaus, tropece numa pedra ou buraco e caia. Apesar de péssimo, não é incomum. A princípio, terá apenas que cuidar das escoriações. Agora, se essa pessoa tropeça hoje, amanhã e depois, não basta medicar os arranhões, é  preciso saber por que ela está tropeçando tanto e tratar a causa.

É a mesma coisa com o cálculo urinário. “Fabricantes esporádicos’,  somente precisam adotar alguns cuidados para não “empedrarem mais”, Essas medidas preventivas  são suficientes para evitar novas pedras.Já “grandes produtores”, só têm uma maneira de reduzir as suas “pedreiras”: descobrir e tratar a doença responsável; 80% têm algum distúrbio no metabolismo de certos sais minerais. Aí sim , após uma investigação metabólica ( exames especiais ) pode ser indicado algum tipo de dieta.

Antigamente se acreditava que,  para aqueles com cálculos de cálcio, a dieta restritiva de cálcio traria benefícios ao tratamento. Na verdade tal dieta restritiva, além de muitas vezes aumentar a formação de cálculos ( por mecanismos de reabsorção ), trazia outras complicações ao organismo devido ‘a deficiência de cálcio.

Hoje em nehum serviço é orientado qualquer dieta restritiva de leite e derivados para tratamento de cálculos renais. O que se considera sim é a necessidade de se conter os “excessos” na dieta e , com certeza, um copo de leite todos os dias de forma alguma trará qualquer risco aumentado de cálculos renais além de ser excelente para a saúde do organismo.

 

Leave a Reply